buscar
´

Vale a pena trocar meu trabalho para ser motorista Uber ou semelhante?

Ter um emprego que satisfaça as necessidades financeiras e que ao mesmo tempo dê uma boa qualidade de vida ao trabalhador está cada vez mais difícil. Procurando uma saída para isso, muita gente se pergunta se vale a pena trocar um emprego estável pela aventura de ser um motorista de aplicativo. Vale a pena ou não? Confira!

Tecnologia
2 anos atrás
Vale a pena trocar meu trabalho para ser motorista Uber ou semelhante?

Motivos contra

Vamos começar pelos motivos contra que são mais difíceis de aceitar para quem já está desesperado pelo emprego atual.

O primeiro motivo é bem simples: se não trabalha, não recebe. Numa empresa acontece, até com certa frequência, de não ter trabalho em alguns momentos do dia, de modo que o empregado pode “descansar”. Como motorista de aplicativo isso não existe.

Outro ponto contra é que se a pessoa não for capaz de uma disciplina rígida, não vai ganhar bem. É preciso estabelecer regras para si mesmo, especialmente me relação a horários, para ter sucesso como motorista de aplicativo.

Não existem férias, ou melhor, se a pessoa não levar a sério o trabalho, nunca conseguirá tirar uns dias de folga para fazer uma viagem ou simplesmente descansar. É um pouco mais do que já dissemos acima: disciplina.

Acabarão os benefícios, como plano de saúde, seguro-desemprego, férias remuneradas, décimo terceiro, vale refeição, etc. Então, será preciso um grande e complexo planejamento de suas próprias finanças para não ser “pego de surpresa” pelos imprevistos da vida.

Lidar com pessoas estranhas o tempo todo, muitas delas mal humoradas, não é tarefa fácil, e para muitos será um sofrimento quase insuportável. Saiba, quem pretende se aventurar como motorista de aplicativo, que dessa capacidade depende o êxito da empresa, uma vez que os passageiros farão a avaliação do motorista, do que dependerá sua permanência nos serviços do aplicativo.

Motivos prós

Agora vamos abordar os motivos a favor de ser um motorista de aplicativo, que também são muitos.

O primeiro e mais desejado ponto positivo é que você não terá mais chefe, ou melhor, você será seu próprio chefe. Isso significa que não estará mais sob aquela pressão para produzir algo pra outra pessoa enriquecer, mas trabalhará apenas para si mesmo.

Outro ponto que, desde que haja disciplina, é indispensável para muitos é que você fará seu próprio horário. Não precisará mais acordar de madrugada, apanhar transporte público lotado, e todas os outros incômodos dessa rotina desgastante.

Da mesma forma, você poderá escolher o momento mais adequado para suas férias, escolhendo datas, por exemplo, que as passagens aéreas sejam mais baratas e o movimento seja menor.

Benefício também muito empolgante é a possibilidade de resolver seus problemas pessoais nos momentos em que quiser, sem dar satisfação a ninguém. É a liberdade que você sempre quis.

Para quem tem o feitio para isso, é uma ótima oportunidade para conhecer pessoas e lugares, talvez até fazer amigos ou pelo menos conquistar alguns clientes fixos. Mas isso não é para todos…

Por fim, você pode ganhar dinheiro 7 dias por semana e pode recebê-lo a cada 7 dias também. Você pode ainda trabalhar com seu próprio carro, ou veículo alugado, não precisa estar no seu nome.

Quando realmente vale a pena fazer essa troca

A decisão o mais das vezes é difícil. Vamos colocar aqui alguns números que apresentam uma média de gastos e uma projeção de lucros, mas esses números não são absolutos, vão depender de inúmeros fatores, como o consumo de combustível do carro utilizado, se ele é alugado ou próprio, da quantidade de horas trabalhadas, enfim, muitos fatores. Portanto, esses valores são apenas para começar a introduzir a pessoa nesse mundo dos motoristas de aplicativos.

O gasto com combustível por mês é de R$ 1.000 a R$ 1.500, em média. Some-se a isso um bom seguro contra roubo (obrigatório na maior parte dos aplicativos) e uma revisão a cada três meses para troca de óleo e filtros. O gasto ficará dentro de uns R$ 2.000 por mês, aproximadamente. Se o veículo for alugado será preciso acrescentar essa despesa.

Aqueles que trabalham de 7 a 9 horas por dia podem chegar a faturar R$ 4.300, segundo cálculo da própria empresa. Claro que isso dependerá da região, de época do ano, do clima, das avaliações feitas pelos usuários, do tipo de carro, enfim, muitos fatores. Aqueles que trabalham de 10 a 12 horas por dia conseguem alcançar até R$ 7.000 por mês. A empresa Uber cobra uma taxa de 20% da receita total do motorista pela parceria.

Então, para ter certeza de que a troca do emprego para ser um motorista Uber vai depender do salário atual e da disposição de trabalhar. Ou seja, se a pessoa trabalhar 9 horas por dia e conseguir os R$ 4.300, pagando as despesas do mês ficará com R$ 2.300 isso é mais do que o emprego atual proporciona? Cobre também os benefícios de que se está abrindo mão como CLT?

Se a diferença não for considerável, e se o ambiente de trabalho na sua empresa não for de todo insuportável, o risco não valerá a pena. Mas se o retorno for maior – considerando os benefícios – então sim o risco poderá compensar. Mas isso exige planejamento e dedicação.

É uma boa ideia criar app para o seu negócio
Para criar um aplicativo é mais simples do que você imagina, não é preciso programas muito caros ou qualquer outra coisa mais complexa de se fazer. Iremos citar algumas...
Como recuperar dados do HD
Mesmo assim, tanto o HD convencional quanto o SSD também estão sujeitos a dar erros e corromper arquivos, ou até mesmo de você clicar sem querer e acabar apagando aquele...
AirPods Max: novo fone da Apple custa R$ 6.899
Os AirPods Max tem uma coroa com acabamento acolchoado em tecido, assim como a parte superior do arco. Os controles são realizados por meio de dois botões em sua concha, o...
Até 2030 a Apple deve ser neutra em carbono
A Apple passa a anunciar que a companhia tem a pretensão de ser neutra na emissão de carbono, essa meta foi determinada a acontecer até o ano de 2030. Isso significa que todos...
35 anos do Microsoft Windows
Hoje o Windows domina completamente o mundo da computação pessoal, mas no começou não foi bem assim. O sistema foi lançado pelo MS-DOS em 1985, no início sua interface não...

O Fusne é um site para quem ama internet, nós somos especializados em testar apps e tudo mais que envolve tecnologia. O que você vai encontrar por aqui é escrito por humanos, que vivem fazendo compras online, assim como você, então entende as suas dificuldades e felicidades nessas horas. O material do Fusne é testado várias e várias vezes pela equipe...