buscar
´

A grande reviravolta da tomada de três pinos como padrão brasileiro

O padrão de tomadas com 3 pinos foi definido pelo Inmetro em 2000 e se tornou obrigatório em 2011. Mas essa nova ideia não foi muito aceita pela sociedade brasileira, gerando uma série de polêmicas.

Tecnologia
6 meses atrás
A grande reviravolta da tomada de três pinos como padrão brasileiro

O motivo definido pela Abinee (Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica) para a implantação da tomada de três pinos e plugue hexagonal, é eliminar o riscos de choque elétrico com risco de morte, evitando o toque acidental com o pino do plugue energizado ou mau encaixado, além de impedir o funcionamento inseguro com aquecimento e risco de incêndio, como também as perdas de energia devido a conexões inseguras.

Como funciona as tomadas de 3 pinos

O terceiro pino serve com fonte de aterramento aos aparelhos que alimenta, levando a energia excedente para o solo e desmagnetizando o aparelho. Para isso é preciso que as tomadas estejam adaptadas com fio terra ao sistema elétrico, ou seja, a tomada precisa estar coligada a uma barra de cobre cravada na terra.

Entenda qual a polêmica dessa história

A ideia de acabar com o padrão da tomada de três pinos no Brasil, começou a surgir no começo desse ano de 2019, pelo Governo Federal juntamente com Jair Bolsonaro.
O secretário especial de Produtividade e Competitividade, Carlos Alexandre da Costa, solicitou uma manifestação da presidenta do Inmetro a respeito desse assunto. A mesma, assinou uma nota técnica em que confirma a segurança das tomadas de três pinos como padrão brasileiro.

A proposta do governo não é abolir de vez com a tomada de três pinos, mas torná-la não obrigatória, e deixar o Brasil sem padrão definido ou então estabelecendo um modelo mesclado, compatível com os dois anteriores e com outros modelos já existentes no exterior.

Existem no mundo 110 diferentes configurações de tomadas adotados. Mas o modelo atual de 3 pinos, definido como padrão no Brasil, dificulta a entrada de equipamentos elétricos importados e aumenta os custos da população com adaptações, e muitas pessoas acabam preferindo arrancar o terceiro pino.

Adaptadores de tomada (foto: Antonio Cruz/ABr)
Adaptadores de tomada (foto: Antonio Cruz/ABr)

A Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica anuncia que “a implementação do padrão é fruto de uma ampla discussão” e que a obrigatoriedade em 2011 veio após “um cronograma de implantação gradual”, porém esse fato pegou muita gente desprevenida, o que apontou um gasta de pelo menos R$ 1,4 bilhão para os brasileiros se adaptarem.

Conclusão

Os debates para acabar com o padrão de tomadas imposto, deve durar bastante tempo. Pois, para tornar menos rígido o uso das tomada de três pinos, é necessário convocar uma reunião do Conmetro, conselho que reúne diversas entidades de classe e nove ministros e presidentes do Inmetro.

Padrão Brasileiro de Plugues e Tomadas (foto: Antonio Cruz/ABr)
Padrão Brasileiro de Plugues e Tomadas (foto: Antonio Cruz/ABr)

A equipe econômica do governo conta que perderia muito tempo com essa discussão tão pouco importante, e que encontra muita complexidade em convocar nove ministros para transferir a mudança de padrão.

*Com informações do Inmetro, Exame e Gizmodo.

Câmera de smartphone chinês fotografa a Terra do espaço
As câmeras dos celulares hoje em dia estão cada vez mais poderosas e impressionantes. Em um espaço de pouco mais de 8 anos, tivemos um salto de câmeras que eram consideradas...
Banco Central lança o PIX, sistema de pagamento instantâneo
Para facilitar a vida dos brasileiros com operações financeiras de forma bem ágil, o Banco Central lançou um novo sistema chamado PIX, cujo a função é permitir que...
Entenda a importância da tecnologia 5G no Brasil
O 5G vai possibilitar 1 gigabit de conexão por segundo, vai possibilitar conectar 1 milhão de coisas por quilômetro quadrado, e vai também permitir ter uma latência de 1...
Conheça o sistema de pagamentos Pix
Nesta quarta-feira (dia 19), o Banco Central anunciou a criação de uma modalidade de pagamento instantânea, que permite que qualquer transação seja realizada em um...
Conheça o app do CNPq
Para ajudar nos incentivos as pesquisas científicas, ainda em 1951, foi fundado o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq). Desde então, o órgão...

O Fusne é um site para quem ama internet, nós somos especializados em testar apps e tudo mais que envolve tecnologia. O que você vai encontrar por aqui é escrito por humanos, que vivem fazendo compras online, assim como você, então entende as suas dificuldades e felicidades nessas horas. O material do Fusne é testado várias e várias vezes pela equipe...